Home

Stress

A tensão emocional ou stress é um mal muito comum, principalmente nos grandes centros urbanos e é um importante fator de risco para a Hipertensão Arterial e as doenças do coração em geral.

Existem evidências de que o tipo de atividade, a ocupação do indivíduo, a sua atividade profissional podem produzir um distúrbio crônico da emoção que estaria relacionado à indução ou exacerbação de doença cardiovascular. Outros fatores psicossociais como conflito ou ambigüidade de papéis, autonomia de emprego, adequabilidade do indivíduo para a função exercida, mudança de trabalho, desemprego e aposentadoria são importantes fatores geradores de stress com graves conseqüências sobre o organismo das pessoas.

Além desse tipo de stress descrito, chamado emoção por distúrbio psicossocial crônico, um segundo tipo de fator psicossocial relacionado à coronariopatia é o chamado Comportamento tipo A.

Os indivíduos com a personalidade tipo A, são caracterizados como altamente competitivos, ambiciosos, impacientes e estão em luta constante com o seu meio-ambiente. A personalidade tipo B, por outro lado, é considerada como mais passiva e menos alterada pelo stress ambiental.

Existe uma relação muito próxima entre a personalidade tipo A e o aparecimento de doença coronária. Homens com o tipo A de personalidade, têm 2.2 vezes mais chances de desenvolver cardiopatia do que os de personalidade tipo B. E esta relação é muito mais acentuada nas mulheres do que nos homens.

Pelas evidências hoje disponíveis, pode-se concluir que o comportamento tipo A é um contribuinte independente para coronariopatia e tem aproximadamente a mesma força como fator de risco que o fumo, pressão alta, ou colesterol elevado.

Por tudo isso, a tensão emocional deve a todo custo ser controlada, diminuída e se possível, abolida. Sabemos que é muito difícil, mas alguns pontos são importantes, úteis e podem ser experimentados:

  • Planejar melhor a vida, com antecedência, sem se apressar;
  • Não fazer tudo sozinho, dividir as responsabilidades;
  • Criar atividades de lazer com a família e amigos;
  • Esforçar-se, quando existir ansiedade, para não fumar ou beber mais do que o usual;
  • Dar a mesma importância e dimensão aos vários setores da vida: o social, o afetivo, o familiar e o financeiro. Não se deve hipertrofiar nenhum deles;
  • Procurar o seu médico, caso tenha dificuldades para controlar o stress. Ele lhe dará orientação adequada.

 

Juarez Magalhães Brito
Cardiologista / Ecocardiografista – CRM 5565

 

 

Rua Leonor Calmon 256 - Centro Médico Christian Barnard, loja 30 térreo - Cidade Jardim
CEP: 40.240-620 - Salvador - Bahia. Tel - 3451-0200/0404/5037 - 3014-9650